Porto Alegre

Rio de Janeiro

São Paulo


IN ES BR

Certificações

Certificação CNPQ
Certificação ISO
Certificação empresa ISO 9001:2008 e CNPq.

Receber Notícias

E-mail:
Nome:

Câncer de pele é o mais comum no Brasil

Aprenda a identificar um câncer de pele

Câncer de pele atingiu 188.020 pessoas no país inteiro em 2014. Segundo o Instituto Nacional do Câncer este é o tipo mais comum da doença no Brasil.

O câncer de pele pode aparecer em formato de pintas e manchas na pele, daí a importância de consultar um médico na ocasião do surgimento de qualquer coloração ou nevo suspeito. É muito comum durante uma consulta de rotina a um dermatologista, o médico suspeitar de um tumor e agilizar o diagnóstico precoce ao encaminhar o paciente para um especialista.

Existem diversos tipos de câncer de pele. De forma geral eles são divididos em dois grandes grupos segundo o tipo de célula atacada. A diferença entre carcinoma e melanoma é que o primeiro ataca as células epiteliais nas camadas basal ou espinhosas, tem crescimento lento e previsível com baixo risco de metástase. Por outro lado, um melanoma ataca células primitivas, de origem embrionária, tendo um comportamento mais agressivo e bastante imprevisível.

Aproximadamente 65% dos melanomas são diagnosticados com espessura máxima de um milímetro, ou seja, bastante precoces, sendo grande parte deles apontadas por dermatologistas. Após a primeira suspeita é solicitada uma biópsia para identificar se existe mesmo um tumor e se ele é benigno ou maligno. Quando confirmada a existência de câncer o paciente é encaminhado ao oncologista. Em estágios iniciais o câncer de pele pode ser retirado sem a necessidade de quimioterapia depois. O desgaste do tratamento de câncer, que muitas vezes torna-se aparente no visual, está entre as aflições de quem desenvolve a doença. Veja como é possível driblar os prejuízos à aparência de pacientes com câncer.

Estão sujeitos ao câncer de pele pessoas com histórico familiar e indivíduos de pele, olhos e cabelos claros (caucasianos), tipos de pele I e II, com maior tendência a se queimar do que bronzear. A exposição solar, com queimaduras e formação de bolhas facilita o surgimento da doença. Entre os indicadores de câncer de pele estão toda a história pregressa de queimaduras solares com formação de bolhas, incluindo as ocorridas na infância. Por isso a proteção da pele com bloqueador solar de no mínimo 30 FPS é indicada de maneira geral e especialmente para o grupo de risco acima citado. Em casos de exposição prolongada é recomendado também o uso de proteção como camisa e boné.

O câncer de pele pode surgir em qualquer lugar, especialmente nas regiões mais expostas ao sol. A doença normalmente surge por meio do aparecimento de uma lesão pigmentada, com bordas irregulares, coloração não uniforme, assimetria e diâmetro aumentado. Existe também a possibilidade de evolução de um nevo (pinta benigna) preexistente, que gradualmente assume as características de um tumor maligno. Coceira e descamação indicam possível avanço da doença e também são sinais de que um médico deve ser consultado.


clinica leger s�o paulo Clinica Leger Moema São Paulo

 

Clínica Maison Leger Porto Alegre
Clínica Leger Rio de Janeiro
Clínica Leger Recife