Porto Alegre

Rio de Janeiro

São Paulo


IN ES BR

Certificações

Certificação CNPQ
Certificação ISO
Certificação empresa ISO 9001:2008 e CNPq.

Receber Notícias

E-mail:
Nome:

Peeling Químico

Rejuvenescimento facial com peeling químico

Peeling químico é um tratamento que promove a descamação da pele com o objetivo de renovar o tecido e amenizar marcas indesejadas. São vários os fatores que afetam de algum modo a nossa pele, tais como a acne, a ação hormonal, o passar dos anos, o vento, a luz e a genética. Características como rugas e sulcos, flacidez, aspereza, manchas e cicatrizes podem alterar a aparência da derme na face e no corpo. Em princípio, o peeling químico utiliza ácidos para irritar a pele e em seguida promover sua substituição. O processo de regeneração ocasiona um aspecto novo por ação de células que permanecem em determinados pontos e com capacidade de reprodução.

O princípio geral do peeling químico é que, se uma lesão for profunda, ele deve atingir essa profundidade para ser eficiente na eliminação da lesão. Se a lesão estiver na superfície ou em uma região média, o peeling químico não precisa ser tão profundo. Quanto mais profundo, mais cautelosa deve ser sua realização e mais cuidados são necessários no período pós-procedimento. O resultado de cada tratamento é proporcional a profundidade atingida, ou seja, quanto mais forte, mais profunda a penetração, mais resultado e renovação obteremos. Mas é claro que cada paciente possui uma necessidade diferente e nem todos precisam realizar um peeling profundo.

Como dissemos, não é o tipo, mas a profundidade em que o peeling químico é aplicado que determina os resultados e os riscos do tratamento. O peeling profundo possui características particulares, entre elas uma grande mudança da aparência, com um rejuvenescimento que pode chegar a duas décadas. Por sua vez é reservado a pessoas mais velhas, com alto grau de flacidez e envelhecimento cutâneo. A recuperação é lenta, sendo necessário algumas semanas para praticar atividades ao sol, por exemplo.

Vídeo sobre tratamento para rugas finas, manchas e acne com peeling químico superficial

Com o desenvolvimento de produtos farmacêuticos cada vez mais purificados e seguros, o peeling de fenol (profundo) atinge hoje resultados excelentes com muita segurança e pouco desconforto. Normalmente o resultado se sustenta pelo resto da vida, sendo raríssimos os casos de pessoas que realizaram mais de uma vez este tratamento.

Assista vídeos sobre peeling médio e profundo na nossa sessão de vídeos.

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O PEELING QUÍMICO

A pele é o maior órgão do nosso corpo. São milhões de células que nos protegem do meio ambiente e regulam nossa temperatura corporal. Com o decorrer do tempo, manchas escuras, finas linhas e outros sinais de dano solar e envelhecimento começam a aparecer.

O que é peeling químico?
É o uso de uma solução aplicada na pele para remoção das células mortas e promoção da produção de novas. Ele compacta a pele e ameniza o número e tamanho das rugas. Todos os dias, milhares de células da pele morrem, descamam e são substituídas por novas. Com o envelhecimento, esse processo torna-se mais lento, fica mais difícil para a pele remover manchas escuras e corrigir o dano causado pelo sol. A função de um peeling químico é promover a descamação controlada de várias camadas de células danificadas.

O que um peeling químico pode fazer por minha pele?
Quando um agente esfoliativo é aplicado na pele, as camadas superiores renascem e, após alguns dias, descamam. Isto expõe uma camada nova, com uma textura mais lisa e coloração mais uniforme. Somado a isso, a esfoliação estimula o crescimento de novas células, esticando a pele e diminuindo as rugas. Portanto, pode efetivamente melhorar a textura da pele, minimizar sardas e manchas irregulares, dano solar (inclusive lesões pré-cancerosas e rugas finas) e diminuir cicatrizes de acne.

De quantos peelings químicos posso necessitar?
Existem vários tipos de agentes esfoliativos e em variados concentrações. Apesar de um peeling normalmente ser suficiente para melhorar a aparência de sua pele, alguns problemas são mais profundos que outros. Você pode necessitar de concentrações mais potentes ou de mais de um peeling para atingir melhores resultados.

Onde é realizado o peeling químico? É um processo doloroso?
O procedimento é realizado em consultório, sem necessidade de internação. Assim que a medicação é aplicada, durante um período de cinco a sete minutos, haverá uma sensação de ardência e queimação, que desaparecerá sem necessidade de sedação ou anestesia.

Quanto tempo dura o período de recuperação?
A maioria das pessoas necessita de entre cinco e sete dias para recuperação do peeling quimico médio. Durante esse tempo não há dor, mas a pele mostra aparência de severa queimadura solar. Por esse motivo, a maioria dos pacientes permanece em casa. Como a pele fica sensível à luz por várias semanas, é muito importante afastar-se de exposição solar forte, usar filtro solar e adotar outras medidas de proteção.

Qual o tipo de pele que melhor responde ao peeling?
As diferentes formas de peeling podem beneficiar quase todos os tipos de pele, mas o seguinte guia de peles pode ajudar:

Tipo I - Sem rugas, tipicamente com menos de 35 anos; necessita de pouca maquiagem.

Tipo II - Rugas aparecem apenas quando há movimentação na face (por exemplo, ao sorrir); tipicamente entre 25/35 anos; cor amarelada e com sinais de dano solar precoce.

Tipo III - Rugas mesmo com a face em repouso, especialmente ao redor dos olhos, da boca e da testa; idade entre 30/65 anos; descoloração e aparecimento de pequenos vasos sanguíneos.

Tipo IV - Severo envelhecimento, com muitas e profundas rugas.

Os pacientes com de pele de tipo II ou III são os que mais se beneficiam dos peelings médio e superficial.

Os resultados são permanentes?
Sim e não. O resultado dependerá de suas futuras atividades. Um programa de proteção solar, de não tabagismo, de hidratação adequada e, às vezes, de uso de ácido retinóico prolongam bastante os benefícios de um peeling químico.

Tipos de peelings:
Os tipos de peeling variam de acordo com o tipo de pele, a oleosidade, os resultados esperados, o estágio de envelhecimento, o fototipo etc.

Peeling Superficial de Ácido Glicólico
O ácido glicólico também permite peelings superficiais, médios e profundos. Depende, entretanto, não só da concentração, mas do tempo de exposição ao agente de peeling químico. Concentração de 30 a 50 por cento realiza um peeling superficial, na concentração de 50 a 70 por cento, um médio, e acima de 70 por cento, aplicado por um maior tempo, realiza peeling profundo. Um bom método de uso do peeling de ácido glicólico superficial é a aplicação de peelings seriados, com intervalos quinzenais.

Peeling Superficial de TCA - Blue Peel
O TCA, ácido tricloroacético, permite a realização de peelings superficiais, médios e profundos. Na concentração de 10%, realiza um peeling puperficial, na concentração de dez a 30 por cento, um médio, e na de 35 a 50 por cento, realiza peeling profundo. Um variação do peeling de TCA é o Blue Peel. O peeling é um método utilizado para tratamento das alterações da pele. A intenção é acelerar o processo de renovação celular a partir das camadas mais profundas da pele, ao mesmo tempo em que se eliminam as camadas mais superficiais e envelhecidas. A pele é dinâmica, viva, um órgão em constante renovação. Todos os dias células novas são produzidas e outras são eliminadas. Mas, com o passar dos anos, diminui a velocidade de renovação das células. O processo de envelhecimento e a luz solar fazem então aparecer rugas e manchas e provocam flacidez e aspereza.

PEELING QUÍMICO BLUE PEEL

Uma das dificuldades do peeling químico, que pode levar a complicações, é determinar exatamente a quantidade a ser aplicada e, assim, a profundidade que será atingida pela substância química. Qualquer erro nesse cálculo pode trazer maus resultados. Uma nova técnica de peeling, o Blue Peel, usa o ácido tricloroacético e, neste aspecto é igual aos outros, porém com a diferença de que este ácido é misturado com uma substância azul, que fica bem visível e permite então que se saiba com maior facilidade a profundidade da ação do medicamento, evitando-se complicações.

O azul do Blue Peel, portanto, é apenas uma sinalização de segurança, que deixa o método mais fácil para o médico e mais seguro para o paciente. O peeling de Blue Peel é aplicado após um preparo da pele com condicionamento facial. É indicado para pele envelhecida, para aspereza, rugas finas e pigmentação (manchas) e acne. O processo é realizado em consultório, sem necessidade de anestesia e dura aproximadamente meia hora. A tinta é retirada no final do processo. Segue-se um processo de descamação que dura de sete a dez dias, quando os resultados já podem ser observados. O método pode ser usado também em outras partes do corpo, como mãos e braços.

PEELING DE FENOL TAMPONADO OU MODIFICADO (ATENUADO)
O peeling de fenol modificado é uma verdadeira revolução na estética médica. Esse poderoso peeling não é novo, mas as modificações realizadas o transformaram em uma técnica absolutamente atual. O peeling de fenol vem sendo usado em desde 1960 a nova fórmula, modificada pelo pesquisador e médico Dr. Kacowics, "domou" o fenol, deixando-o mais seguro para o médico que o aplica e para os pacientes que o recebem. Na verdade, não foi desenvolvido apenas um peeling, mas uma série de peelings, cada um com uma indicação diferente. Assim, temos disponíveis peelings muito superficiais, superficiais, médios e profundos, e peelings corporais. São chamados Alkapeel, Neomaster, Neoplus, BodyPeel, Multipeel.

PEELING MANDÉLICO
Utiliza o ácido mandélico durante a esfoliação. Esse ácido é retirado das amêndoas amargas e é indicado para peles mais oleosas e acnéicas Embora também seja um peeling superficial, o ácido mandélico causa leve ardência e um pouco de descamação. É indicado que não haja exposição ao sol apenas nos primeiros três dias. Depois, a exposição está liberada, desde que sejam tomados os cuidados habituais, ou seja, proteção e moderação.

PEELING EXODERM (FENOL ATENUADO)
O peeling Exoderm é uma técnica israelense criada pelo Dr Yoram Fintsi em 1986 que reduz rugas, cicatrizes de acne e manchas na pele. A ação do fenol provoca a descamação da pele em níveis profundos e com menos incômodo ao paciente quando comparado ao uso da fórmula tradicional.


Tópicos Relacionados a Peeling QuímicoTópicos Relacionados a Peeling Químico


clinica leger s�o paulo Clinica Leger Moema São Paulo

 

Clínica Maison Leger Porto Alegre
Clínica Leger Rio de Janeiro
Clínica Leger Recife