Porto Alegre

Rio de Janeiro

São Paulo


IN ES BR

Certificações

Certificação CNPQ
Certificação ISO
Certificação empresa ISO 9001:2008 e CNPq.

Receber Notícias

E-mail:
Nome:

Riscos da Bioplastia

Conheça possíveis riscos da bioplastia

riscos da bioplastiaALERTA PARA QUEM DESEJA REALIZAR BIOPLASTIA CORPORAL – RISCOS E CUIDADOS.

A bioplastia com implantes líquidos definitivos é um procedimento exclusivamente MÉDICO.

É necessário que o procedimento seja realizado em ambiente autorizado, ou seja, com ALVARÁ DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Questione seu médico sobre o PRODUTO, peça para ver as ampolas com o lote e validade, inexiste PRODUTO manipulado com liberação de produção pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

ATENTAR PARA 3 FATORES: Profissional/Ambiente/Produto
Todo procedimento médico possui algum risco, uns mais e outros menos, o preenchimento com produto adequado, profissional treinado e ambiente seguro, o risco é mínimo.

As principais dúvidas e receios dos pacientes são em relação ao uso de preenchimento definitivo, com polimetilmetacrilato (PMMA).

Veja algumas dúvidas frequentes:

O PMMA migra?
Não, ele não migra. Pacientes que realizam bioplastia em glúteos, por exemplo, podem sentar logo após o procedimento, e o glúteo não "achata".

O resultado é permanente?
Sim, permanente. A idéia não é retirar, apenas colocar, por isso se houverem dúvidas, existem opções de produtos absorvíveis. Embora o resultado seja previsível, uma vez que o paciente pode ficar acordado e acompanhando o procedimento, inclusive participando e opinando quanto ao resultado.

O produto implantado pode ser retirado?
A retirada do ácido hialurônico é realizada facilmente com aplicação de uma enzima chamada hialuronidase. No caso do PMMA a retirada é difícil, mas não impossível, existem substâncias que diminuem o volume do produto, mas não o retiram. Para retirá-lo, pode ser aspirado ou por método cirúrgico, embora em mais de 4 mil procedimentos, jamais tivemos que intervir cirurgicamente em nenhum paciente.

Pode dar rejeição?
Com PMMA não. Essa subtância é utilizada como matéria prima na medicina há mais de 70 anos, e como preenchedor há mais de 25 anos. Hoje no Brasil, existem apenas duas (2) industrias com registro na ANVISA para produção do metacrilato, e ambas nos últimos anos, com controle rigoroso, possuem qualidade superior aos comercializados por farmácias de manipulação (liberado antes de 2007) e ambas com partículas de PMMA de superfície lisa sem irregularidades ou impurezas.

Veja microscopia que realizamos final de 2012, comparando produtos liberados no Brasil.

pmma microscópio

Notem a diferença no tamanho e homogeneidade das partículas, além da impureza e contaminação em uma das marcas.

Hoje, com nosso empenho em fiscalizar e melhorar a qualidade dos produtos, as industrias possuem um produto de qualidade e controle rigoroso.

Clique e conheça os 10 principais riscos da bioplastia e como evitar

Em TODOS OS CASOS de pacientes com rejeição ou migração que recebemos, foram submetidos ao procedimento com profissionais que aplicaram produtos sem o devido registro, tal como silicone líquido, que infelizmente, até hoje continuam sendo utilizados indiscriminadamente, não apenas por profissionais não médicos, mas eventualmente por médicos conforme algumas clínicas que foram interditadas pela fiscalização da ANVISA, que pode constatar no RJ clínica de cirurgia plástica que utilizava silicone liquido informando aos pacientes que se tratava de polimetilmetacrilato (PMMA) (um verdadeiro crime).

Como posso diferenciar os produtos (Silicone líquido x PMMA)?
Antes da aplicação a diferença é grande, pois o SILICONE É INCOLOR e o PMMA POSSUI COLORAÇÃO BRANCA.
As seringas de metacrilato são de 3 ml e possuem o lote impresso, juntamente com a validade (impresso em cada seringa). Não se intimide para questionar e pedir para conferir as seringas antes da aplicação, e também depois da aplicação, possibilitando também verificar se o profissional realmente colocou o volume combinado.

Após a aplicação, existe uma diferença na textura da pele, pois o silicone fica mais superficial, pode migrar, e o PMMA fica profundo, intramuscular. Esses indícios podem ser identificados por um exame de imagem (tomografia ou ressonância magnética), realizada por um médico experiente ou, então, por um miniaspirado com microscopia, visto que a diferença microscopicamente é grande.

Se você percebeu que o produto migrou "escorreu" ou "subiu" para as costas, ou até mesmo passou para coloração "rocha", algo como "bolhas", possivelmente, foi vitma da aplicação de silicone líquido.

O profissional vai até minha casa?
JAMAIS!!!
Estes profissionais tipo "caravana aqualift", ou algo parecido, que atendem a domicilio ou em hotéis, não são médicos. Hoje, existe um grupo de profissionais, principalmente no RJ, que realizam este procedimento clandestinamente.

O procedimento para região corporal (maior volume) possui um custo elevado em material (PMMA) por isso, alguns se aventuram a utilizar produtos sem registros, mas o custo é alto para o paciente que se submete a estes.

Pode dar necrose?
A necrose é uma morte celular, em preenchimento existe, sim, o risco. Ainda que muito pequeno, é preciso relatar que existe. Na literatura encontramos alguns casos antigos em região nariz ou sulcos, notem que são relatos de casos antigos que ocorrem logo após aplicação por comprometimento vascular, pois existe uma artéria alar próximo ao sulco nasogeniano que é responsável pela nutrição da região, incluindo asa nariz, e se obstruído pode acarretar sofrimento celular.

São realizados diariamente centenas de preenchimentos dos sulcos com os mais diversos materiais, inclusive com gordura e ácido hialurônico.

Enfatizo que são relatos antigos e foram poucos, pois recentemente nos últimos anos os médicos em geral estão se familiarizando e padronizando o uso de microcanulas atraumáticas, pois se o risco já era muito pequeno com uso de agulhas. com a microcanula reduziu este risco a praticamente zero, pois não temos relatos de novos casos.

Se você já realizou seu procedimento e não obteve resultado, não se preocupe, pois todos os poucos relatos de caso ocorreram logo após aplicação, nas primeiras 24 a 48 horas.

Dr. Roberto Chacur fala sobre o PMMA

Veja também

Conheça os 10 principais riscos da bioplastia e como evitar
Preços da bioplastia
Veja as orientações para pós-bioplastia
Riscos da bioplastia
Aspectos gerais bioplastia e indicações Bioplastia
Polimetilmetacrilato (PMMA)
Ácido hialurônico


clinica leger s�o paulo Clinica Leger Moema São Paulo

 

Clínica Maison Leger Porto Alegre
Clínica Leger Rio de Janeiro
Clínica Leger Recife