Porto Alegre

Rio de Janeiro

São Paulo


IN ES BR

Certificações

Certificação CNPQ
Certificação ISO
Certificação empresa ISO 9001:2008 e CNPq.

Receber Notícias

E-mail:
Nome:

Tratamento para Celulite

Radiofrequência para o tratamento da Celulite

Radiiofrequencia

Radiofrequência e infravermelho colaboram para o tratamento da celulite simultaneamente com pressão negativa e manipulação mecânica em um único aparelho. Em média, são necessárias cerca de quatro sessões dependendo do metabolismo e do grau da celulite de cada paciente.

A radiofrequência para o tratamento da celulite age tanto nos tecidos mais profundos quanto nas camadas superiores da pele, trabalhando na redução da camada de gordura e da circunferência, na intenção de reduzir os efeitos da celulite. É um tratamento terapêutico não invasivo e sem dor para o paciente, que juntamente com as demais tecnologias age nas três causas do problema: má circulação, acúmulo de gordura e formação de fibroses.

A consulta médica presencial é obrigatória. Durante a avaliação o médico irá avaliar as condições físicas e o histórico clínico do paciente para indicar o tratamento para celulite mais adequado, o número de sessões e as possíveis combinações entre tratamentos. Como a celulite é um problema hormonal não há solução definitiva. Ao término das sessões indicadas pelo médico, é conveniente realizar aplicações mensais de manutenção. O intervalo entre as sessões aumenta gradualmente podendo ser realizada a cada semestre. Exercícios físicos e dieta equilibrada ajudam a prevenir e facilitam o tratamento.

Estrógeno e progesterona são hormônios femininos que facilitam a retenção de líquido e o acúmulo de gordura nos glúteos e nas pernas. Essas condições contribuem para o inchaço, distensão do tecido e formação de fibrose, uma cicatrização interna. Grandes agrupamentos desorganizados de colágeno compõem o rígido tecido cicatricial da fibrose, que dificulta a circulação sanguínea e a eliminação de líquidos e gordura. Esse círculo vicioso produz depressões na pele provocadas pelas fibroses enquanto o acúmulo de líquido e gordura nos espaços entre cada tecido cicatricial aumentam o inchaço gradualmente. Os primeiros graus da celulite podem ser tratados com um único aparelho, nos demais são necessários tratamentos complementares.

A combinação de quatro tecnologias em único equipamento atua nas três causas da celulite, reduzindo as depressões e contribuindo para manutenção da uniformidade da pele. Vácuo e manipulação mecânica produzem uma drenagem linfática que ajuda a melhorar a circulação sanguínea e a eliminar o acúmulo de líquido, condição favorecida pelos hormônios femininos. A luz infravermelha aquece o tecido e contribui para redução da gordura, localizada predominantemente nos glúteos e nas pernas. De forma simultânea otmimiza a ação da radiofrequência bipolar na estimulação e reestruturação do colágeno, o que alivia a fibrose, tensão que provoca as depressões da pele em função do aumento do inchaço.

diagrama da pele representa aumento de gordura e formação de fibrose causando celulite

Como os aparelhos com radiofrequência trabalham?
Os equipamentos utilizados recentemente utilizam uma combinação de energias conhecidas como Elos, que combina manipulação da pele, suave pressão negativa, infravermelho e radiofrequencia bipolar. A sinergia destas técnicas possibilita uma atuação mais intensa nos casos de celulite.

Quais áreas podem ser tratadas com a tecnologia de radiofrequência?
O tratamento é indicado para áreas onde é mais comum aparecerem celulite e gorduras localizadas, como glúteos, abdômen, coxas e braços.

Em quanto tempo posso notar alguma mudança na celulite?
Logo na primeira sessão pode se notar alguma diferença na pele. Dependendo do grau da celulite o médico pode indicar mais ou menos aplicações, bem como tratamentos complementares.

Como posso melhorar e manter os resultados após o tratamento para celulite?
Após completar a primeira sequência de sessões recomendada pelo médico, recomenda-se fazer uma manutençao periódica mensal e posteriormente semestral. Se você manter uma dieta equilibrada e exercícios físicos regulares a manifestação da celulite tende a ser adiada.

É um tratamento da celulite seguro?
Aprovado pelo FDA (EUA) e Anvisa (Brasil) como um dispositivo seguro para todos os tipos de pele, não existem relatos de nenhum efeito nocivo à saúde ao longo do tratamento.

Será que posso fazer o tratamento da celulite?
A maioria da população está apta para fazer o tratamento de celulite com radiofrequência, mas antes de realizar o tratamento você deve consultar com seu médico e verificar se não existe nenhuma contraindicação.

Como é o pós-tratamento da celulilte?
É normal ter uma sensação de aquecimento interior da pele por algumas horas. Em alguns casos, uma vermelhidão ligeira pode ser observada.

Quantas sessões são necessárias?
É recomendado, em média, quatro sessões com intervalos de 15 dias e duração de 30 minutos, dependendo da extensão da região a ser tratada. Esses números podem variar conforme o grau da celulite e o metabolismo da paciente.

Graus da celulite:

Grau um da celulite: A celulite no grau um acontece nas camadas internas, de modo que não possibilita a sua visibilidade, até mesmo que suas leves ondulações sejam sentidas. Há um leve aumento dos adipócitos (células de gordura), os vasos estão mais permeáveis e as toxinas começam a se alojar-se. Para percebê-la, é necessário apertar a pele com força, e se o tratamento tiver início nessa fase, apresenta possibilidade de 100% de melhora.

Grau dois da celulite: Neste grau, a pele apresenta um aspecto de acolchoado, e já aponta para um sistema linfático comprometido. Vasos roxos começam a aparecer no local e a pele, ao ser apertada fica com coloração amarelada, devido ao acúmulo de líquidos na região. Nessa estapa, inicia a formação dos edemas, quando já não é necessário comprimir a pele para perceber o aspecto da celulite. Nesta fase, a chance de melhora com tratamentos para a celulite é de até 80%.

Grau três da celulite: Neste momento, a superfície da pele tem aspecto conhecido por "casca de laranja", bastante evidente, com manifestação de nódulos mais profundos que podem ser facilmente sentidos com o toque. Como a pele encontra-se desidratada, pode haver textura áspera e poros dilatados. As fibras de colágeno e elastina estão endurecidas e formam as chamadas fibroses (que puxa a pele para baixo e que permite a aparição dos furinhos na superfície da pele). Os primeiros sinais de cansaço, dor e o inchaço começam a aparecer, principalmente nas pernas, além do aparecimento das microvarizes. A circulação fica comprometida, o que deixa a pele mais fria. O tratamento da celulite nessa fase já não é tão eficaz, melhorando o estado da celulite em no máximo 60%.

Grau quatro da celulite: A celulite nesse grau fica evidente até mesmo com o uso de roupas. As fibras formam nós, e os adipócitos ficam mais unidos, formando nódulos que prejudicam ainda mais a circulação. Há a possibilidade de os nervos serem comprimidos, o que deixa a região endurecida e dolorida. Além disso, a pele fica com aparência oleosa e com a circulação bem comprometida. Neste caso, fica cada vez mais difícil eliminar as toxinas, o que agrava ainda mais o problema. Na celulite de grau quantro a expectativa de melhora é de apenas 30%.

Tratamentos associados para celulite:

Subcisão para celulite:

subcision

A subcisão é uma técnica usada para amenizar a celulite nos graus três e quatro, onde as marcas são mais profundas e evidentes. No terceiro grau, a celulite apresenta marcas profundas que aparecem mesmo sem a contração dos músculos do glúteo, que são conhecidas popularmente como "casca de laranja". As células aumentam de volume prejudicando a circulação e fazendo com que apareçam vasinhos e microvarizes, além de causar a sensação de peso e cansaço nas pernas.

No quarto grau, as células gordurosas incham de forma desordenada, o tecido endurece ainda mais (fibroesclerose), é a fase mais grave da celulite, com a formação de nódulos aparentes que prejudicam o sistema circulatório, além da pele dura, lustrosa e com depressões visíveis.

O procedimento da subcision é feito sob anestesia local, com uma agulha especial com finalidade de romper as fibras que puxam a pele para dentro, soltando-as e, com isso, amenizando as marcas da celulite. Este procedimento não deixa cicatrizes, apenas pequenos hematomas que desaparecem entre duas e três semanas.

O número varia conforme o grau de celulite, a profundidade e a localização, da tendência individual de formação de colágeno e da intensidade do procedimento utilizado. Após o procedimento de subcision, é recomendado à utilização de uma cinta compressora durante 30 dias, e evitar a exposição ao sol.

Dependendo do tamanho das depressões "descoladas" com o processo de subcision, é recomendado o preenchimento da região afetada, de modo a devolver os volumes perdidos. Veja a seguir, como se dá o procedimento de preenchimento da celulite.

Preenchimento da celulite:

A celulite é caracterizada pela acumulação excessiva de gordura nas camadas mais profundas da pele, formando saliências e depressões. É acarretada por alterações no tecido gorduroso, na microcirculação e consequente aumento do tecido fibroso. Aparecem, comumente, nas regiões dos glúteos, coxas, abdômen e braços, acometendo grande parte das mulheres.

Uma das técnicas para amenizar o aspecto da celulite é o preenchimento. Ele é indicado para pequenas áreas isoladas, que apresentam as depressões mais profundas, normalmente aquelas entre o 2º e 3º grau. As celulites que estão no 4º nível, também podem ser tratadas por meio do preenchimento, mas é recomendada a associação com outros tratamentos, a fim de aperfeiçoar os resultados.

O procedimento consiste na injeção de uma substância, que pode ser tanto definitiva, como o polimetilmetacrilato (PMMA), quanto absorvível, como o ácido hialurônico. Antes de iniciá-lo, é feita uma anestesia local infiltrativa. O produto é, então, injetado por meio de uma agulha atraumática nas regiões afetadas, preenchendo os "furinhos" e nivelando a pele. O ácido hialurônico estimula também a formação de colágeno, fazendo desaparecer o desnível existente na região.

O procedimento é feito em ambiente ambulatorial, não sendo necessária a internação. O tempo de duração tem cerca de 30 minutos e o paciente pode retornar com às suas atividades cotidianas. Podem aparecer hematomas provocados pelas picadas, que desaparecem em, aproximadamente, 15 dias depois.

O tratamento para celulite com preenchimento é indicado para qualquer área do corpo cujo tecido apresente depressões. As contraindicações são para grávidas, mulheres que estejam amamentando, pessoas com flacidez avançada, distúrbios de coagulação e portadores de doenças autoimunes, tais como lúpus, vitiligo, psoríase, artrite reumatoide, diabetes tipo 1 ou qualquer outra inflamação na região a ser tratada.

Se feito com produtos absorvíveis, os resultados duram aproximadamente um ano e meio. Para que eles sejam mais satisfatórios, recomenda-se que seja aliado a outros procedimentos estéticos, como a endermologia ou o laser CO2 fracionado, que induz a renovação da pele ao mesmo tempo que estimula o colágeno com radiofrequência. Isso permite a redução das depressões menores após o preenchimento. Hábitos como alimentação equilibrada e exercícios físicos regulares, além de sessões periódicas de drenagem linfática previnem a celulite.


clinica leger s�o paulo Clinica Leger Moema São Paulo

 

Clínica Maison Leger Porto Alegre
Clínica Leger Rio de Janeiro
Clínica Leger Recife