Clínica Leger Mesa

Porto Alegre

Clínica Leger Vista Ampla

Rio de Janeiro

Clínica Leger Sao Paulo

São Paulo

Leger Logo
Whatsapp Clinica Leger De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h
Sábado das 09h às 16h

Agendamento por número único de WhatsApp disponível para todas as unidades.

Central de Atendimento

Certificações

Certificação CNPQ Certificação ISO9001

Certificações empresa CNPq e ISO 9001:2015.

Receber Notícias

E-mail:
Nome:

entenda o papel do GLÚTEN NO seu ORGANISMO

gluten

Ultimamente, muitas pessoas tem atribuído a dificuldade em perder peso à presença de glúten nos alimentos. No entanto, ainda não há conhecimento de estudos científicos que comprovem essa relação ou que digam que eliminar essa proteína da alimentação diária esteja ligado à perda de peso e de gordura. O motivo pelo qual o glúten vem ganhando fama de vilão está relacionado à Doença Celíaca (DC).

Glúten é uma proteína

O Glúten (derivado do latin glūten) é uma proteína composta pela mistura das proteínas gliadina e glutenina, que se encontram presente naturalmente em muitos cereais, como trigo, cevada, centeio e aveia. É essa proteína que confere consistência aos produtos industrializados e é usada, especialmente, em pães, bolos, pizzas, massas, cervejas e bolachas, além de diversos outros alimentos e bebidas comuns no nosso dia a dia.

Realizar alguns exames para ter certeza da presença da doença é muito importante, uma vez que, muitas pessoas desenvolvem uma intolerância ao glúten, semelhante ao que ocorre com os intolerantes a lactose. Essa intolerância pode ser confundida com a doença e, assim, ser tratada de maneira equivocada. A Doença Celíaca pode ser detectada por meio da endoscopia ou, até mesmo, de exames bioquímicos.

Quando se trata de intolerância, as células e o intestino inflamam, acarretando diversos problemas, dentre eles, o ganho de peso. Um sinal bastante comum é sentir a barriga inchar logo após a ingestão de algum alimento contendo trigo, cevada, centeio e aveia. Além do inchaço, existem sintomas muito comuns e fáceis de detectar, como diarreia e gases. Este quadro pode se desenvolver em qualquer paciente bem como em qualquer fase da vida.

Já quando o caso é de Doença Celíaca, os sintomas são diferentes. Por ser autoimune (quando o sistema imunológico ataca e destrói tecidos saudáveis do corpo por engano), ela é desencadeada pelo próprio glúten. A ingestão deste altera profundamente a textura da parede intestinal e há um achatamento das dobras intestinais, prejudicando a absorção dos nutrientes, vitaminas, minerais e água.

Os sintomas são muito amplos: distensão abdominal por gases, cólicas, fraqueza geral, alterações na pele, dificuldades de adquirir peso e facilidade para perdê-lo, assim como todos os sintomas gerados pela má absorção.

A má absorção pode acarretar uma série de problemas como, por exemplo, osteopenia e osteoposore, além da perda de peso causada pela dificuldade de absorção de diversos nutrientes, como vitaminas, gorduras e carboidratos.

O único tratamento efetivo hoje, tanto para os intolerantes como aos portadores de Doença Celiaca, é a retirada total do glúten da dieta alimentar. É muito importante o acompanhamento de uma nutricionista, para que se realize um plano dietético adequado e individualizado, um suporte nutricional de todos os nutrientes, vitaminas e minerais e para que se auxilie na compra dos alimentos de forma segura, para que não possuam glúten em sua composição.

Também é importante lembrar que, não conter glúten não significa que o alimento é mais saudável ou menos calórico, ou ainda, conter menor teor de carboidratos. Pois, muitas vezes, eles podem conter poucas fibras solúveis, que contribuem para a saciedade e para a boa saúde do intestino.

Sabe-se que a dieta com restrição ao glúten pode ser um pouco incomoda, no entanto, hoje o mercado alimentício oferece diversas opções de alimentos não contendo esta proteína em sua composição. Segundo a nutricionista Aline Moscoso, estes pacientes devem sempre estar atentos ao rótulo dos alimentos, sempre verificando se eles contam com a informação: “não contém glúten”.

Para preparar alimentos como biscoitos e massas é utilizado produtos desprovidos do glúten, no qual encontra-se nos rótulos ingredientes como: farinha de arroz, milho e seus derivados (farinha de milho, fubá e amido de milho), batata (fécula de batata), mandioca (farinha de mandioca, polvilho azedo, polvilho doce).



clinica leger s�o paulo Clinica Leger Moema São Paulo
  • Alameda Maracatins, 1435, conj. 206/207. Moema (atrás do Shopping Ibirapuera)
  • São Paulo SP - BRASIL
  • Fone/Fax: 55 (11) 4063-3338/2367-4816
  • E-mail: [email protected]
  • Google Maps


 

Clínica Maison Leger Porto Alegre
Clínica Leger Rio de Janeiro
Clínica Leger Recife