Agendamento: RS +55 (51) 4063.8333, RJ +55 (21) 4063.8333, SP +55 (11) 4063.3338
De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h | Sábado das 9h às 15h
Voltar
Preenchimentos Corporal Facial

Preenchimento com PMMA

PMMA é um implante líquido utilizado na medicina há mais de 70 anos sendo empregado nas últimas três décadas em procedimentos minimamente invasivos para preenchimento, correção volumétrica, equilíbrio de assimetrias e definição de contorno facial e corporal. Ao longo desse período o produto passou por sucessivas melhorias, encontrando-se hoje em sua terceira geração, o que significa uma substância livre de impurezas, com microesferas de tamanho regular e superfície lisa, fatores que reduzem para quase zero o risco de granuloma, migração, alergia ou rejeição. Essa evolução permitiu que determinados laboratórios obtivessem a aprovação da Anvisa para comercializarem o produto legalmente no Brasil.

Riscos do PMMA

Assim como qualquer procedimento médico o preenchimento com PMMA não é isento de riscos, diversos fatores contribuem para uma aplicação correta, os três principais são a higienização do ambiente e a qualidade do profissional e do produto. Quando utilizado produto aprovado pela Anvisa por médico com registro no Conselho de Medicina do Estado onde o procedimento será realizado e em ambiente com alvará da vigilância sanitária para realização de procedimentos médicos, os riscos ficam dentro dos limites aceitáveis.

Dois estudos científicos recentes apontam chances reduzidas de complicações em preenchimento com PMMA. O primeiro foi divulgado em 2016 durante o 1° Simpósio Consenso Brasileiro de Implantes Infiltrativos através de pesquisa realizada com 36 médicos de todo o Brasil que analisou 87.371 preenchimentos realizados com PMMA e registrou apenas 719 complicações, o equivalente a 0,823% do total. O segundo foi publicado em junho de 2019 na revista Plastic and Reconstructive Surgery, um periódico da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica. Aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CAEE número 86722118.8.0000.5291), o relato de caso feito pelo Grupo de Pesquisa Leger que acompanhou mais de 1.500 pacientes por 10 anos apontou um índice de intercorrência inferior a 2% em quase 3.000 procedimentos de aumento de glúteos com PMMA.

Como funciona o preenchimento com PMMA

O preenchimento com PMMA é realizado com agulhas de pontas arredondadas chamadas microcânulas para implantar o produto sem cirurgia. O método pode ser realizado no próprio consultório médico com anestesia local, sem cortes, cicatrizes, internação e com retorno às atividades no mesmo dia. Logo após o procedimento o paciente pode apresentar sensibilidade local, inchaço e equimose discretos, respostas que regridem em até sete dias. As limitações são mínimas, devendo evitar exposição solar, esforço e exercícios físicos por uma semana.

O PMMA é um preenchedor definitivo facial e corporal biologicamente compatível indicado para regiões onde é necessário um efeito permanente como ombros, peitoral masculino, glúteos, coxas, pé torto congênito, correção de assimetrias decorrentes da poliomelite, entre outros. A viabilidade de um preenchimento com PMMA precisa ser avaliada pelo médico presencialmente. Durante a consulta será desenvolvido um tratamento personalizado conforme a necessidade e objetivo do paciente. O preço do PMMA é definido pelo número de regiões a serem preenchidas, independente do número de aplicações, sendo indicado para áreas mais extensas do corpo ou onde há necessidade de maior quantidade de produto.