fbpx
Agendamento: RS +55 (51) 4063.8333, RJ +55 (21) 4063.8333, SP +55 (11) 4063.3338
De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h | Sábado das 9h às 15h
Voltar

Blog

Voltar

Conheça o laser para melasma Nd:YAG Q-Switched

Nd:YAG Q-Switched é um laser para melasma que oferece até 3x mais potência no tratamento de manchas na pele. A tecnologia realiza disparos rápidos de alta potência separados por pequenos intervalos, essenciais para preservação da pele e rápida recuperação.

O melasma é caracterizado por manchas escuras na pele que surgem geralmente no rosto, mas que também podem aparecer nos braços, pescoço e colo. A diferença de coloração é ocasionada por uma produção excessiva de melanina, o pigmento que dá cor à pele. O fenômeno é causado por uma predisposição genética potencializada pela exposição prolongada e sem protação a radiação solar e outras fontes de luz visível, como a tela do celular, do computador e as próprias lâmpadas. Desequilíbrios hormonais como o uso de anticoncepcionais, gravidez e menopausa também favorecem o surgimento do melasma.

As manchas são uma resposta natural da pele que não pode ser impedida, o que significa que o melasma não tem cura. No entanto, o laser pode suavizar consideravelmente a diferença de pigmentação, e o melhor, sem provocar aquela sensação desagradável de queimadura.

“O paciente sente apenas um leve desconforto, um forte impacto ultra rápido, cada disparo dura 5 nanosegundos, o que nós chamamos de pulso do laser”, esclarece o Dr. Rodrigo Mafaldo, responsável pelo procedimento na Clínica Leger Porto Alegre.

Utiliza um recurso suave no tratamento de manchas que destrói o pigmento nas camadas mais profundas e enquanto preserva as áreas adjacentes e a superfície da pele, permitindo que seja utilizado inclusive no verão, pois não agride o tecido. Vale ressaltar ainda que o aparelho é compatível com todos os tons de pele.

A chamada tecnologia Q-Switched em vez do efeito térmico provocado pela maioria dos lasers, tem ação fotoacústica, uma onda de som que provoca o rompimento dos pigmentos e a suavização das manchas.

Quando entra em contato com a pele o laser é absorvido pelas moléculas e transformado em uma onda acústica de alta frequência, também conhecida como ultrassom, que é inaudível aos ouvidos humanos. Essa onda causa uma vibração intensa até provocar a quebra das moléculas em partículas menores que serão mais tarde eliminadas naturalmente pelo sistema de defesa do organismo.

Este efeito, mais suave do que a maioria dos lasers, permite que o tratamento seja realizado em qualquer época do ano. Normalmente existe um receio de realizar procedimentos a laser no verão pois eles deixam a pele mais sensível a luz solar, o que favorece o surgimento de manchas. No caso, como a pele é permanece quase inalterada o risco de uma produção excessiva de melanina é mínimo. A tecnologia também dificulta o retorno do melasma, desde que seguidas as recomendações médicas.

Normalmente são indicadas cerca de doze sessões, sendo possível perceber os primeiros efeitos por volta da quinta aplicação. A duração do tratamento depende da intensidade das manchas e da extensão da área atingida. Depois disso podem ser realizadas sessões de manutenção e o paciente deve utilizar sempre protetor solar, inclusive em dias nublados.