Agendamento: RS +55 (51) 4063.8333, RJ +55 (21) 4063.8333, SP +55 (11) 4063.3338
De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h | Sábado das 9h às 15h
Voltar
Facial Cirurgia Plástica

Transplante capilar e tratamento de alopecia

Implante capilar é a cirurgia plástica para tratamento da calvície, uma condição genética sem cura mas que pode ter seus sintomas amenizados com transplante capilar. As técnicas de tratamento são o implante capilar FUE e FUT. Na primeira os folículos são coletados um a um enquanto na segunda é extraída uma faixa de cabelo inteira, geralmente da parte posterior da cabeça. A técnica FUE deixa cicatrizes de menos de um milímetro enquanto o método FUT leva menos tempo para ser realizado, em média cinco horas, dependendo da quantidade de folículos a ser transplantada. O paciente pode retornar a rotina em dois a três dias, devendo evitar exposição solar.

A alopecia androgenética é desencadeada pelo desequilíbrio hormonal que ocorre na adolescência, quando geralmente são notados os sintomas de miniaturização e queda dos fios. Contudo, existem outras causas para queda de cabelo, que podem ser tratadas com procedimentos não invasivos. A necessidade e viabilidade da cirurgia de implante capilar será avaliada pelo médico em consulta presencial. Quando possível a preferência costuma ser pelo método FUE, por deixar cicatrizes mais discretas e reduzir o efeito “cabelo de boneca”.

O transplante capilar é realizado em duas etapas e independente da técnica utilizada os enxertos são implantados um a um e precisam estar íntegros para voltarem a crescer. Ao serem extraídas cada unidade folicular deve conter de um a quatro fios de cabelo além do músculo piloeretor e da glândula sebácea. Os enxertos tem sua integridade verificada microscopicamente pela equipe e são então preparados para serem realocadas na área calva. A internação costuma ser de quatro a seis horas, sensibilidade no local, edema e coceira regridem naturalmente. Todos os fios tendem a cair após um mês e renascem em 90 dias após o procedimento, a aparência final pode ser observada dentro de seis meses a um ano.

Implante capilar feminino

Implante de cabelo feminino tende a ser mais rápido pois a área calva geralmente é menor nas mulheres. A calvície é mais comum em homens pois é ativada por um hormônio masculino, a testosterona, quando convertida em dihidrotestosterona (DHT) pela enzima 5-alfa-redutase. Como as mulheres possuem baixa quantidade desse hormônio, a alopecia padrão feminino é menos pronunciada. Outro fator que pode levar a procura do transplante capilar feminino é a redução da testa. Mulheres que se sentem incomodadas com o tamanho de sua testa podem adotar o procedimento para uma aparência mais harmônica, se houver indicação médica.