Carregando...
Agendamento: RS +55 (51) 4063.8333, RJ +55 (21) 4063.8333, SP +55 (11) 4063.3338
De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h | Sábado das 9h às 15h
Voltar
Dermatologia e Nutrologia Dermatologia

Remoção de tatuagem

Remover tatuagem é um processo delicado que requer acompanhamento médico, devendo serem evitadas soluções caseiras. Os métodos recomendados pelos dermatologistas são abrasão mecânica, química, cirurgia e laser. Entre os fatores que podem interferir na escolha estão tamanho da tatuagem, cor do pigmento, qualidade da tinta, idade da tatuagem, profundidade do pigmento, entre outros, a serem avaliados pelo médico em consulta presencial.

Os métodos caseiros para remover tatuagem não possuem estudos científicos e podem deixar marcas na pele, algumas de aparência até mais inconveniente do que o desenho que deveriam retirar. Contudo, ainda é possível cobrir a tatuagem com maquiagem, uma solução temporária, mas que pode ser bastante útil em certas ocasiões e que não traz riscos à pele. Dermatologistas também desaconselham a utilização de produtos não aprovados pela Anvisa, alguns encontrados facilmente na internet ou em lojas físicas. Sem os testes básicos que comprovam os requisitos mínimos de segurança e eficácia, esses produtos podem causar queimaduras, reparadas muitas vezes apenas com cirurgia para colocação de enxerto de pele.

Os métodos para remover tatuagem recomendados pelos dermatologistas são abrasão mecânica, química, cirurgia e, preferencialmente, laser. A seguir, entenda como é realizado cada um deles e porquê o laser costuma ser o mais indicado.

Remover tatuagem com dermoabrasão mecânica envolve a raspagem da pele, produzindo uma esfoliação que suaviza o desenho. O tratamento é realizado na camada superficial e tem dificuldade para atingir as camadas mais profundas, onde estão os pigmentos das tatuagens profissionais. A dermoabrasão mecânica pode ser dolorosa devido ao atrito com a pele e produzir cicatrizes significativas por abranger uma área grande, incluindo porções despigmentadas da pele.

A abrasão química funciona de forma semelhante, sendo utilizado um ácido para alcançar as camadas mais profundas da pele. Contudo, sua ação irrestrita também atinge a pele próxima da tatuagem, promovendo um dano amplo e com chances de queimaduras e cicatrizes. Dependendo do tamanho do desenho o método pode gerar um desconforto considerável, deixando a região sensível por um período significativo.

O método cirúrgico para remover tatuagem demanda a retirada de toda a porção de pele seguida do estiramento e sutura do tecido adjacente para cobrir a área do desenho. Além de ser indicado apenas para tatuagens pequenas, só pode ser realizada se houver pele suficiente para revestir o trecho removido, necessita de internação e apresenta grandes chances de cicatriz.

Aparelho para remoção de tatuagem com laser

A remoção de tatuagem a laser costuma ser o procedimento mais adotado por ser realizado no próprio consultório médico, com anestesia tópica ou local e retorno à rotina no mesmo dia. O aparelho de laser ND Yag funciona de acordo com o princípio da fototermólise seletiva, atingindo apenas o pigmento da tatuagem com mínimos danos à pele ao redor. Além disso, a tecnologia possui uma série de configurações, tais como ajustes de potência do laser, duração do pulso, tamanho do ponto e densidade de energia (fluência), que permitem a remoção de tatuagem preta e colorida em qualquer tom de pele com chance reduzida de cicatriz.