Carregando...
Agendamento: RS +55 (51) 4063.8333, RJ +55 (21) 4063.8333, SP +55 (11) 4063.3338
De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h | Sábado das 9h às 15h
Voltar
Preenchimentos Corporal

Bioplastia de Glúteo com preenchimento

A Clínica Leger atua com ênfase em pesquisa e realização de preenchimentos corporais e faciais há mais de dez anos. Entre os procedimentos realizados está a bioplastia para preenchimento de glúteos, uma técnica minimamente invasiva para harmonizar e aumentar glúteos com injeção de PMMA, produto aprovado pela Anvisa nº 80256510006. O procedimento é realizado por uma equipe experiente de médicos capacitados em procedimentos com PMMA que participam regularmente de congressos e cursos de atualização nacionais e internacionais, seja como speakers ou como ouvintes, formada pelo Dr. Roberto Chacur, Dra. Danuza Dias, Dra. Fernanda Bortolozzo, Dr. Leandro Gomes e Dr. Leônidas Varella. A Clínica Leger possui unidades no Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, todas com alvará da vigilância sanitária para realização de procedimentos médicos, incluindo bioplastia de glúteos com polimetilmetacrilato.

Leia também sobre bioplastia para harmonização facial.

Estudos comprovam riscos reduzidos em bioplastia de glúteos com PMMA

PMMA é um polímero biologicamente compatível utilizado na medicina há mais de 70 anos, sendo 30 como preenchedor definitivo. Assim como qualquer procedimento médico o preenchimento com PMMA não é isento de riscos ou efeitos adversos, contudo, dois estudos recentes confirmam as melhorias feitas no produto ao longo de suas três gerações, transformando-o em uma substância livre de impurezas, com microesferas de tamanho regular e superfície lisa, fatores que reduzem para quase zero o risco de granuloma, migração, alergia ou rejeição.

A primeira pesquisa foi divulgada em 2016 durante o 1° Simpósio Consenso Brasileiro de Implantes Infiltrativos, realizada com 36 médicos de todo o Brasil. O trabalho registrou apenas 719 complicações entre 87.371 preenchimentos realizados com PMMA, o equivalente a 0,823% do total. O segundo estudo, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CAEE número 86722118.8.0000.5291) e publicado na revista Plastic and Reconstructive Surgery da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica em junho de 2019, foi feito pelo Grupo de Pesquisa Leger, acompanhando mais de 1.500 pacientes por 10 anos totalizando quase 3.000 procedimentos e apontou risco inferior a 2% em aumento de glúteos com PMMA.

Bioplastia de Glúteos para preencher e dar forma aos glúteos

A bioplastia é um procedimento que só pode ser realizado por médicos e após avaliação presencial. Durante a conversa prévia no consultório médico serão avaliadas as possibilidades de tratamento para cada paciente, que podem envolver gluteoplastia, lipoescultura e bioplastia. Optando-se pela bioplastia, o próximo passo é escolher qual a substância preenchedora e a marca do produto a ser utilizado, que precisa necessariamente ter liberação da ANVISA.

Recomenda-se que o paciente esclareça todas as suas dúvidas sobre o procedimento com o médico e verifique também lote e validade nas ampolas da substância preenchedora que será utilizada. A bioplastia de glúteos não exige internação, mas deve ser realizada em ambulatório devidamente higienizado e que apresente alvará da vigilância sanitária.

Levando em consideração as técnicas de preenchimento e peculiaridade de cada substância preenchedora, é possível preencher o glúteo proporcionando harmonia à região necessária, sempre respeitando a individualidade e necessidade de cada paciente. Hoje existem diversas substâncias preenchedoras liberadas pela ANVISA com possibilidade de uso na região dos glúteos, como ácido hialurônico, policaprolactona, ácido polilático, hidroxiapatita de cálcio e polimetilmetacrilato (PMMA), sendo este último definitivo.

Veja também sobre tratamento para celulite com Goldincision.

O volume destinado às regiões corporais é normalmente maior do que o utilizado no rosto devido à maior extensão da área a ser preenchida, o que dificulta a utilização de ácido hialurônico, cujo preço varia por mililitro implantado. Além disso, a maioria dos preenchimentos em regiões corporais demandam um efeito mais duradouro ou até definitivo, o que favorece a utilização de PMMA, que tem custo variável por região.

Outra opção é o ácido polilático, com duração média de dois anos o produto é indicado para definir o contorno corporal quando há necessidade de pouco volume, contribuindo para reduzir a flacidez através da estimulação de colágeno e desenvolvimento de uma pele saudável, macia, hidratada, com brilho e textura adequados.

Dr. Roberto Chacur esclarece sobre PMMA para bioplastia de glúteos

Polimetimetacrilato é um produto biologicamente compatível com o corpo humano, composto por microesferas de PMMA distribuídas em gel para serem injetadas com microcânulas, sem cirurgia, corte ou internação. A terceira geração do implante encontrado hoje no mercado é o resultado de sucessivas evoluções que levaram a um produto de superfície plana, livre de impurezas e com tamanho regular de microesferas, fatores que reduzem para quase zero o risco de granuloma, migração, alergia ou rejeição. Essa evolução permitiu que determinados laboratórios obtivessem a aprovação da Anvisa para comercializarem o produto legalmente no Brasil.

Como funciona a bioplastia de glúteo

Bioplastia de glúteo funciona com implantes líquidos que ajudam a moldar o contorno corporal definindo tamanho e forma dos glúteos. O preenchimento é realizado no próprio consultório médico com anestesia local, sem cirurgia, sem corte e sem internação.

representação de preenchimento em leque realizado com bioplastia de glúteo

Ilustração da bioplastia de glúteo feita com distribuição do preenchimento em leque.

A utilização de implantes líquidos permite uma maior versatilidade, sendo possível equilibrar assimetrias pontuais, na parte superior ou inferior do glúteo, preencher a porção lateral conhecida como depressão trocantérica ou até mesmo adicionar volume em toda a região, ajudando na definição do contorno e modelação corporal, de acordo com a necessidade de cada paciente e recomendação médica. A maleabilidade dos implantes líquidos permite que eles sejam moldados de acordo com as linhas naturais do paciente, evitando uma aparência artificial ou inestética.

O paciente é anestesiado e então o médico faz um pequeno ponto de entrada com uma agulha normal para que possa distribuir a substância preenchedora com microcânulas, agulhas com ponta arredondada utilizadas para preservar nervos e vasos, reduzindo o número de hematomas e evitando que o preenchedor seja injetado no sistema vascular.

Um dos pontos importantes é a correta distribuição do produto, que deve ser feita em leque e uniformemente durante o movimento de retirada da microcânula, evitando áreas de acúmulo e a formação de nódulos visíveis. É importante também injetar o preenchedor na profundidade certa, normalmente dentro do músculo ou entre o músculo e o osso, evitando que o produto migre ou que se torne visível com algum movimento do corpo.

Além da utilização de microcânulas e de atenção na hora da distribuição e profundidade, é preciso definir adequadamente a quantidade de produto injetado. Como podemos ver no gráfico abaixo cada 20% de produto estimula 80% de tecido do próprio paciente.

grafico da estimulação de tecido e colágeno pelo pmma ao longo do tempo

Estruturalmente o PMMA serve de pilar para a produção de tecido do próprio paciente, o novo tecido se formará ao redor das microesferas de PMMA, dando forma e volume ao glúteo. O que significa que o volume injetado deve ser sempre menor do que o ideal, especialmente por se tratar de um produto permanente e de difícil remoção, assim haverá aumento de volume não só pela aplicação do produto, mas também devido à formação de tecido autólogo.

Caso seja necessário acrescentar mais volume é possível fazer retoques de forma gradual em sessões posteriores até que o objetivo almejado seja atendido, sempre respeitando as recomendações médicas e com cuidado para preservar as linhas naturais do corpo evitando uma aparência artificial ou inestética.

A bioplastia de glúteos tem se revelado uma forma viável para o procedimento para preenchimento de glúteos. O implante é realizado ambulatorialmente, onde se faz uso de anestesia local, com o paciente acompanhando todo o processo acordado e conversando com o médico, de modo a participar ativamente. O implante utilizado na bioplastia de glúteos pode ser absorvível ou definitivo, o que deve ser avaliado junto ao médico responsável.

Aparentemente simples no seu conceito, a ciência do preenchimento requer precisão na sua aplicação, sendo a aparência final o fruto da experiência do médico para produzir contornos harmônicos e naturais, uma técnica muito similar a da escultura e por vezes identificada como a arte do preenchimento. Converse com seu médico sobre a ciência e arte do preenchimento.

Em seu livro o Dr. Roberto Chacur relata seus 12 anos de experiência na realização e pesquisa em harmonização facial e preenchimento corporal, incluindo fotos de antes e depois dos tratamentos realizados por ele. O livro Ciência e Arte do Preenchimento está disponível para download. Baixar Ciência e Arte do Preenchimento.

O preço da bioplastia de glúteo varia conforme o objetivo do tratamento, a extensão da área tratada, o tipo e a quantidade de produto utilizado. Contudo, somente durante a consulta médica, fazendo uma avaliação presencial, que o médico poderá definir se este é o tratamento mais adequado para o caso e qual a quantidade de produto necessária.

Médicos capacitados em procedimentos com PMMA