Carregando...
Agendamento: +55 (51) 4063.8333, +55 (21) 4063.8333, +55 (11) 4063.3338
De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h | Sábado das 9h às 15h
Voltar
Dermatologia e Nutrologia Dermatologia

Tratamentos para estrias

Tratamentos para estrias podem ser realizados com laser CO2, microagulhamento, carboxiterapia ou peeling químico. Estrias são cicatrizes vermelhas, roxas ou brancas causadas pelo rompimento da fibras da pele durante a distensão do tecido, geralmente provocada por crescimento rápido na adolescência, ganho de peso repentino, excesso de força durante a realização de atividade física, gravidez e até mesmo após implante de prótese de silicone. 

O estiramento da pele que provoca as estrias cria linhas de relevo de coloração avermelhada com boas chances de serem atenuadas, ou ainda cicatrizes roxas, que são lesões mais profundas, mas que também podem ser tratadas com relativa facilidade. As estrias brancas normalmente caracterizam lesões antigas com maior possibilidade de formação de fibrose e menor chance de sofrerem redução. Os lugares mais frequentes de manifestação das estrias são abdômen, nádegas, seios, coxas e braços.

Quais são as opções de tratamento para estrias   

O tratamento para estrias busca estimular a renovação da pele e a produção de um novo tecido rico em colágeno. Na maioria das vezes a solução é produzir lesões de profundidade controlada para remover o tecido mal cicatrizado e possibilitar a formação de uma pele com aparência mais uniforme. O laser CO2 fracionado é o tratamento para estrias mais indicado pelos dermatologistas pois produz uma ação seletiva com tempo de recuperação reduzido. Contudo, a indicação pode variar conforme avaliação  das condições físicas e histórico clínico do paciente, incluindo cor da pele, quantidade e coloração das estrias.

A fototermólise seletiva do laser CO2 fracionado possibilita uma ação pontual em áreas pigmentadas, facilitando o tratamento de estrias vermelhas e roxas. O laser tem aplicação restrita no tratamento de peles negras pois a maior presença de melanina atrai os feixes de luz e pode causar queimaduras. Nos casos de pacientes com estrias brancas, cicatrizes mais antigas, podem ser utilizadas terapias alternativas como microagulhamento e peeling químico, que promovem uma renovação mais ampla do tecido. Por não seguirem o princípio da fototermólise estes tratamentos também são indicados para pele negra, pois não oferecem chance de queimadura. Nos casos em que há um número menor de estrias é possível fazer a aplicação de gás carbônico medicinal em cada uma delas, evitando o uso de laser, que pode causar danos significativos e de tratamentos de atuação irrestrita que atingem porções saudáveis da pele.