Carregando...
Agendamento: RS +55 (51) 4063.8333, RJ +55 (21) 4063.8333, SP +55 (11) 4063.3338
De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h | Sábado das 9h às 15h
Voltar
Preenchimentos Corporal Corporal Facial Cirurgia Plástica

Lipodistrofia (HIV)

Lipodistrofia é um desequilíbrio da distribuição de gordura que pode ser tratado com preenchimento ou lipoaspiração, conforme menciona o Ministério da Saúde na Portaria n° 2.582 de 02 de dezembro de 2004. Dieta equilibrada e exercícios físicos ajudam a manter os resultados. Normalmente a perda de gordura ocorre na região da face, nádegas, membros superiores e inferiores, enquanto é possível perceber acúmulo na região do abdome, cervical e mamária. A lipodistrofia pode acontecer por diversos motivos, contudo, ela é mais conhecida por ser um efeito adverso do tratamento antirretroviral de alta potência em portadores de HIV.

O preenchimento é um método que utiliza implantes líquidos para reposição volumétrica e correção de assimetrias provocadas pela lipodistrofia. A técnica é realizada no próprio consultório médico, com anestesia local, sem sedação, interação, cortes ou cirurgia e permite o retorno à rotina no mesmo dia. O implante é moldado com a ajuda de microcânulas, agulhas de ponta arredondada que reduzem edema e hematomas. Ao sair do consultório o paciente pode sentir sensibilidade local, devendo evitar esforço físico e exposição solar por sete dias.

A lipoaspiração é uma cirurgia plástica para retirada de gordura realizada em hospital com anestesia que pode ser local com sedação opcional, peridural ou geral. O procedimento pode durar de uma a cinco horas dependendo do tamanho da área a ser aspirada. O tempo de internação é de 12h a 24h. Durante o pós-operatório será necessário utilizar uma cinta elástica para reduzir as chances de flacidez e diminuir o inchaço. O paciente ficará com a área sensível, por cerca de uma semana, especialmente enquanto estiver com os pontos. A restrição de esforço físico é em média de um mês, a partir daí as atividades podem ser retomadas gradualmente.

Tratamento da lipodistrofia em pacientes com HIV

O tratamento da lipodistrofia busca minimizar as alterações anatômicas decorrentes do uso de antirretrovirais que acarretam alterações funcionais músculo-esqueléticas, cervicalgias e formação de escaras, influenciando diretamente na estabilidade emocional e psiquiátrica, com perda da autoestima, desagregação familiar e exclusão social, podendo levar até mesmo ao abandono do tratamento e agravamento da doença. As cirurgias de mastopexia, ginecomastia e lipoescultura também podem ser utilizadas no tratamento da lipodistrofia. Consulte seu médico para saber qual a indicação para o seu caso.