Agendamento: RS +55 (51) 4063.8333, RJ +55 (21) 4063.8333, SP +55 (11) 4063.3338
De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h | Sábado das 9h às 15h
Voltar
Dermatologia e Nutrologia Dermatologia

Intradermoterapia capilar

Intradermoterapia capilar, também conhecida por mesoterapia, é um tratamento para queda de cabelo. Se trata de um procedimentos médico minimamente invasivo que aplica diretamente no couro cabeludo substâncias conforme a necessidade de cada paciente, podendo incluir pantenol, finasterida, aminoácidos, medicamentos, vitaminas, entre outros.

A Mesoterapia incentiva a repilação através da injeção de substâncias que irão estimular os folículos a produzirem novos fios.  O estímulo do tratamento capilar com intradermoterapia também está ligado à própria puntura realizada para injeção dos medicamentos, o pequeno dano criado pela agulha gera a necessidade de uma resposta de reparação, o que acaba acionando o metabolismo local, incluindo o funcionamento do folículo.

Qual a indicação para intradermoterapia capilar

A introdermoterapia capilar pode ser indicada pelo dermatologista após o diagnóstico. O tratamento serve tanto para homens quanto para mulheres. Nem toda queda de cabelo significa calvície. A troca de fios faz parte da renovação capilar. Uma pessoa sem problemas capilares perde cerca de 100 fios diariamente.

Portanto, a queda patológica do cabelo deve ser diagnosticada pelo médico dermatologista através de exames clínicos. A perda dos fios pode estar ligada à deficiências nutricionais, maus cuidados, estresse, fatores genéticos como a alopecia e até doenças de tireoide ou infecciosas, como a pneumonia. Diferente de quando a queda de cabelo tem motivo hereditário, nos outros casos ela pode ser tratada e retardada.

Queda de cabelos em homem

Uma das principais causas da calvície nos homens é a alopecia androgenética, que é motivada pelo hormônio masculino, a testosterona. Sua ação atrofia o folículo do pelo. Já a alopecia areata é motivada por uma reação autoimune ou predisposição genética que pode ser desencadeada pelo estresse.

Os primeiros sinais da alopecia nos homens podem aparecer entre 17 e 23 anos. As falhas começam a aparecer perto da testa e depois no topo da cabeça. Depois dos 50 anos, em maior ou menor grau, todos os homens de uma família geneticamente predisposta apresentam sinais da perda de cabelos.

Queda de cabelos nas mulheres

Tendo em vista o estilo de vida moderno com exposição maior à carga de estresse, tensão e ansiedade, os casos de alopecia feminina vêm aumentando. A queda anormal de cabelos nas mulheres tende a aumentar com a menopausa, quando os níveis de estrogênio caem. O excesso de produtos químicos utilizados nas tinturas, alisamentos e permanentes, por exemplo, são considerados outros fatores de risco. Em mulheres, os cabelos ficam mais finos e rarefeitos, sobretudo no topo da cabeça. Nos casos mais avançados, o couro cabeludo pode tornar-se visível.rademoterapia capilar

No tratamento capilar com intradermoterapia as aplicações são feitas em pequenas doses por toda área afetada pela calvície. As injeções se dão por meio de uma agulha fina. A substância aplicada normalmente é uma mistura de vitaminas, aminácidos, finasterida e minoxidil. O objetivo é promover a vasodilatação, o fortalecimento dos bulbos capilares e o crescimento de novos fios. Por ser um procedimento realizado com agulha, pode haver vermelhidão e inchaço local. Antes do início da sessão, o dermatologista pode indicar a utilização de um capacete de LED. A luz de led é utilizada no tratamento capilar para estimular o metabolismo local, aumentando as respostas de natureza analgésica, anti-inflamatória e cicatrizante. O capacete é posicionado sobre o couro cabeludo do paciente, expondo-o à luz de led por 20 minutos, o que irá promover a bioestimulação local, colaborando para um melhor aproveitamento dos medicamentos que serão injetados em seguida.