Carregando...
Agendamento: +55 (51) 4063.8333, +55 (21) 4063.8333, +55 (11) 4063.3338
De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 20h | Sábado das 9h às 15h
Voltar
Dermatologia e Nutrologia Dermatologia

Tratamento para celulite

Tratamento para celulite pode ser realizado com aparelho de radiofrequência associada à infravermelho, carboxiterapia e subcisão com preenchimento. Entre as formas de prevenção da celulite, aceleração e manutenção dos resultados estão dieta equilibrada, exercícios físicos regulares, drenagem linfática e radiofrequência.

Celulite são imperfeições na pele causadas pelo acúmulo de gordura, dificuldade de circulação, flacidez e fibrose que favorecem a formação de pequenas depressões e ondulações principalmente nos glúteos e coxas. Mas não é apenas um problema estético, a celulite grau 4 pode levar à formação de nódulos e dor. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, afeta cerca de 95% das mulheres após a puberdade.

A nomenclatura correta da celulite é Lipodistrofia Ginóide. O aspecto característico de furinhos, ondulações e nódulos na pele se dá por uma série de reações subcutâneas desencadeadas pelo acúmulo de células de gordura – os adipócitos. O aumento destas células comprime os vasos sanguíneos e linfáticos provocando um edema local.

Com o aumento dos adipócitos e o edema na região, as fibras que ligam a pele à musculatura localizada abaixo da hipoderme acabam “puxando” o tecido para baixo. Estas fibras são chamadas de septos fibrosos e, além de servirem como pontos de ancoragem da pele com o músculo, separam as células de gordura em grupos.

Os hormônios femininos progesterona e estrógeno facilitam a retenção de líquido e o acúmulo de gordura. Quadris, coxas e nádegas são as áreas em que a celulite mais ocorre. Em alguns casos, pode aparecer nas mamas, parte inferior do abdome, braços e nuca.  Homens raramente apresentam casos de celulite.

Conheça as causas de celulite

Vários fatores podem estar relacionados à causa da celulite: hereditariedade, dificuldade na circulação sanguínea, alterações hormonais, ingestão em excesso de açúcares e carboidratos e a falta de exercícios físicos. A tensão emocional e o excesso de toxinas no organismo também contribuem para o aparecimento da celulite. Portanto, é correto afirmar que, independente de qual seja o procedimento, a mudança de hábitos de vida é fundamental no tratamento para celulite.

Classificação da celulite

A celulite pode ser classificada em quatro estágios, em uma escala crescente de gravidade que vai do grau 1 ao grau 4. Identificar o estágio em que se encontra a celulite é o primeiro passo para que se defina o tratamento ideal. Os casos mais iniciais são assintomáticos, mas graus avançados podem determinar endurecimento da região, sensibilidade e dor.

Grau 1
Neste estágio, a celulite não apresenta ondulações ou irregularidades. As ondulações surgem ao comprimir a pele.

Grau 2
Aqui os famosos “furinhos” já são percebidos sem que a pele seja comprimida.

Grau 3
Nódulos e ondulações  ficam bem perceptíveis.

Grau 4
O aumento da tensão nas fibroses leva à inflamação, formação de nódulos, dor e comprometimento da circulação de retorno.

Principais tratamentos para celulite

Existem diversos tipos de tratamentos para celulite. Nos graus I e II a celulite pode ser tratada com cremes, drenagem linfática, aparelhos de ultrassom e aparelhos que combinam infravermelho com radiofrequência para ajudar na diluição da gordura e alívio das fibroses. O resultados são potencializados e mantidos com reeducação alimentar e prática regular de exercícios físicos.

Nos graus III e IV pode ser necessário a realização de subcisão para descolamento dos septos fibrosos que tensionam a pele. O procedimento é realizado no próprio consultório médico com anestesia local. Utilizando uma agulha bisturizada, o médico corta as fibroses e reduz as ondulações na pele. O tratamento pode incluir ainda a bioestimulação de colágeno para tratamento da flacidez. A aplicação de preenchimento no local ajuda na definição corporal e contribui para sustentação da pele.

O tratamento para celulite ideal para você depende da avaliação presencial do seu aspecto físico e histórico clínico para entender quais seus objetivos e necessidades. Converse com seu médico sobre radiofrequência associada a infravermelho e, para casos avançados, preenchimento associado à subcisão.